IPVA Detran DF 2019 – Consulta 2ª via de boleto, Tabela e Valores: Como pagar?

O Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores do Distrito Federal 2019 deverá ser cobrado a partir de janeiro. O tributo obrigatório é cobrado todos os anos juntamente com o seguro obrigatório DPVAT. Quem não pagar as parcelas em dia fica sujeito a cobrança de multas a ainda fica com o licenciamento anual obrigatório bloqueado pelo departamento estadual de trânsito.

Abaixo segue as informações necessárias de como realizar o pagamento e como funcionará a cobrança do imposto no Distrito Federal em 2019.

Consulta Detran DF 2019 – 2ª via de boleto

Para saber em que pé está a situação do seu veículo bem como ter certeza sobre possíveis débitos pendentes basta realizar a consulta online gratuita pelo portal do Detran DF conforme indica o passo a passo abaixo:

  1. Acesse o site oficial do Detran DF (http://www.detran.df.gov.br/);
  2. No menu superior clique na opção “Veículos”;
    Consulta IPVA Detran DF 2019
  3. Clique em “Consultar Veículo”;
    Consulta IPVA Detran DF 2019
  4. Informe a Placa e Renavam (consulte no documento do veículo);
    Consultar Veículos Detran DF
  5. Haverá todas as pendências e na aba “IPVA” poderá clicar sobre o boleto;
  6. A guia de pagamento será emitida. Basta salvar como um arquivo PDF, imprimir ou anotar o número do código de barras para quem quer pagar via internet banking.

Valor do IPVA DF

O valor do IPVA de todos os estados brasileiros são determinados conforme a precificação da tabela FIPE – instituição que avalia o preço dos automóveis levando em consideração todas as variáveis (cor, preço, ano, etc).

No caso do Distrito Federal em 2019 a taxação é de:

  • Automóveis, caminhonetes e afins – 3,5%
  • Motocicletas e ciclomotores – 2,5%
  • Veículos de carga e afins – 1%

Tabela IPVA GO 2019 – Prazos de vencimento

O prazo de vencimento para o pagamento das parcelas é a do mês correspondente ao final da placa veicular. Portanto, se a placa do automóvel termina em 1, o mês de vencimento será janeiro. Se for 2, fevereiro – e assim sucessivamente.

tabela IPVA DF 2019

IPVA atrasado

Quem não pagar as parcelas em dia fica sujeito a cobrança de multa de 0,30% sobre o valor do tributo. Depois de um determinado tempo de endividamento fixa-se 20% de cobrança e ainda são acrescentados juros de mora.

O atraso do pagamento também deixa o licenciamento bloqueado, de forma que a pessoa não conseguirá atualizar o documento do carro e poderá ter o veículo apreendido se pego numa blitze.

Após a apreensão  o automóvel só é liberado mediante quitação de todos os débitos pendentes com o Detran DF somado a estadia por todos os dias em que permaneceu no pátio do departamento.

Para evitar a situação é preciso quitar as três parcelas do tributo ou mantê-los em dia até a cobrança do valor de licenciamento – os prazos podem ser consultados na tabela do IPVA 2019 DF abaixo.

Há uma pequena tradição dos motoristas do Distrito Federal em não quitar seus débitos. Em agosto de 2018, por exemplo, quando já estavam para acabar as cobranças com IPVA, mais de 60% dos proprietários ainda estavam com a contribuição irregular e licenciamento devidamente bloqueado.

Como pagar?

Se em dia, a o imposto pode ser pago via internet banking. Caso esteja atrasado poderá ser quitado diretamente nas instituições bancárias:

  • Banco do Brasil;
  • Itaú;
  • Bradesco;
  • Sicoob.

Veículos Isentos

Conforme determina a lei lei n° 6.999/2001 do Código Brasileiro de Trânsito são isentos todos os veículos que se encaixam nas seguintes categorias:

  • Veículos pertencentes a União;
  • Veículos pertencentes a portadores de deficiências;
  • Veículos terrestres com mais de 15 anos da data de fabricação.

Para que serve o IPVA?

O IPVA é um tributo de arrecadação estadual aplicado em todos os estados brasileiros. A taxa ajuda a incrementar os cofres públicos para aplicação em infra-estrutura e qualquer outra necessidade, conforme deverá ser avaliado pela Secretaria da Fazenda do Estado.  O Detran só faz o processo de cobrança e fiscalização.

Metade do valor arrecadado com a taxação irá diretamente para os cofres públicos estaduais enquanto que o restante deverá ser aplicado dentro do município do contribuinte.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *